Na cochia que está o espetáculo

_MG_0042

Olá Pessoal,

Como vocês tem passado?

Faz tempo que eu não posto aqui. Hoje resolvi abrir meu coração, não teremos fotos ou tutoriais , apenas um pouco da minha experiência. Tem aproximadamente uns 3 meses ou mais que eu estou afastada do cosplay não 100% e vocês vão entender o porque. (Eu acho)

Bom, quando eu comecei a fazer cosplay eu não imaginava a quantidade de coisas que iam mexer com o meu eu. “Cosplay e só se vestir de um personagem e ir saltitar em um evento” Não e! Acreditem.

Esse meio que envolve, gostar de algo que queria reproduzir, pesquisar sobre, definir tecidos, peruca, sapato, eventos, desfiles, competições, criatividade, amizade, fotografia, conhecer novos lugares e também envolve algo complexo e complicado que se chama EGO.

Nesses anos eu acabei encontrando com pessoas maravilhosas, aprendendo coisas maravilhosas e também vivendo coisas ruins e boas. Hoje vou dar relato de algumas coisas das quais eu vivênciei.

A primeira vez que eu subi em um palco em senti como se meu peito fosse explodir eu tremia da cabeça aos pés. E naquele dia eu achei que estava sozinha. Até que um garoto vestido de Link atrás de mim na fila percebeu aquilo e disse para mim: -Você já desfilou antes? Eu disse: -NUNCA. Ele gentilmente vendo que eu estava nervosa me explicou o que eu deveria fazer.

Sim, gentileza gera gentileza e foi nessas filas que eu vive grandes momentos. Eu que antes ia sozinha e não tinha coragem de falar com ninguém percebi se esse era meu lugar, aonde monte de “nerds” estavam lá também para mostrar para todo mundo o que tinham preparando. Ali não sou Nina, sou Nina Cosplayer, como Asuka, como Morrigan, como Felicia, como eu quiser.

Em um evento grande uma menina estava quase chorando numa fila olhou para mim e disse: -Você sabe me maquiar. Eu olhei para ela: Você precisa de alguma ajuda? O cílios dela tinha descolado, então eu sai correndo peguei a cola de cílios e ajudei ela. Antes de subir no palco ela sorriu para mim e parecia agora com o coração tranquilo.

Sabe aquele evento que você acha que não vai dar em nada? Atrás de um palco enorme, com cerca de 50 pessoas na fila, quando derepente apaga a luz e no lugar de ficar quentinha sem falar com ninguém todo mundo começa a pular e dançar.

E quando caiu aquela chuva absurda e o cosplay era nada quentinho? Até que você olha as suas mãos e os dedos estão roxos. Um amigo perce e de repente tinham uns 6 casacos em cima de mim para não morrer de frio.

E no banheiro antes de ir pessar pelo evento, você vê alguê chorando e então estende tua mão e depois a vê feliz da vida tirando fotos e passeando.

Tem algo mais gostoso que ver as pessoas felizes no lugar de só olhar o próprio umbigo?

Agora, você deve estar ser perguntando porque estou contando tudo isso aqui. Porque as vezes não enxergamos estas pequenas coisas: apenas o prêmio ou o fato de ganhar ou perder. Fazendo o meio ficar cansativo, pesado, cheio de briga e rancor. As famosas “tretas”. E isso não e legal.

Foi exatamente isso que me afastou, dos concursos, isso não significa que não quero mais participar. Apenas que isso cansa. Indiretas mais indiretas, brigas em cima de briga, comentários para te diminuir.

PARAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

E exatamente por esse motivo, estou nesse momento estou mais focada em aprender coisas novas, para retornar ou não com energias renovadas e mais conhecimento para vocês.

Bom, se puderem e quiserem comentem o que achou do post.

Amo vocês :*

Um super beijo

8 comentários sobre “Na cochia que está o espetáculo

  1. Flor, é por essas pequenas coisas gratificantes que você não deve desistir. Se algumas pessoas esqueceram o foco do que é ser cosplayer, lembre a elas, ser cosplayer é entrar naquele personagem que você tanto gosta, que você tanto se espelha, é ser aquele alguem que você gostaria de ser na vida real, é algo bom e que deve ser divertido. Desiste não ❤

    Curtido por 1 pessoa

  2. Nina, achei maravilhoso o que vc disse, TUDO! *-* como sabe, te acompanho desde o começo, e nossa, vi muitas vezes vc sempre/quase desistindo! E isso eu te digo, não é só no mundo dos Cosplayers! Eu, no meu trabalho ( sou escultora ) passo pelo mesmo: competição, gente querendo te colocar la pra baixo, tirando sarro, preocupados em chegar lá, no topo, não importa em quem pisar.. Sendo que a jornada, na busca de cada vez evoluir, vai muito mais além disso! E como vc, muitas vezes me vi só, tentando aprender as coisas sozinha, e poucos me estenderam a mão! E assim como vc, quando via alguém começando, tentando aprender, sempre tentei passar meus conhecimentos, mesmo que a pessoa subisse na vida e nem lembrasse de mim depois! 🙂 Talvez seja bom vc ter um tempo PRA VC! investir nos seus cosplays como sempre que são fodas, e se vc sentir no coração que tem que voltar e a hora que tem que voltar, VAI COM TUDO! O melhor que podemos fazer é não dar ouvidos, pq o que a gente não escuta/não vê, não nos atinge! Procure só escutar seus bons amigos e fãs que e apoiam e te amam… Um grande beijo, Mi

    Curtir

    • Awn Mi! ❤ Você sempre como um anjinho que me dando um empurrãozinho! E legal ver que ao longo to tempo fui me encontrando rs. Me perdi algumas vezes mas, aos pouquinhos vou achando meu lugar certo. Legal saber que voc~e e escultura realmnete deve ser um trabalho que assim como cosplay mexe muito com o ego por se tratar de criatividade! Vamos com tudo! Um super beijo :*

      Curtir

  3. O meio cosplay envolve uma serie de artes e conhecimento para resultar em algo bonito e único para cada um.
    A criatividade e adaptação que envolve tudo no universo cosplay (incluindo fotografia no meu caso) é o que mais me fascina, atrai e me motiva a me envolver com cosplayers, maquiadores.. enfim…

    Ego, inveja, disputas por popularidade, Ranks… tudo isso mata o quê há de mais belo na cultura Cosplay. Não digo que temos que ser amigos de Deus e o mundo, fazer campanhas em cima campanhas, mas temos que ser mais positivos. Reclamar menos, pensar na hora expor opiniões desnecessárias, se colocar no lugar o outro, não julgar sem conhecer a vida das pessoas e ser mais solidários. Muitas vezes, a única coisa que uma pessoa precisa ouvir/ler, é uma mensagem de apoio ou elogio sincero.

    Incentivar as pessoas próximas a evoluir seus projetos e acima de tudo, incentivar as pessoas a se divertirem! A gastar tanto dinheiro e esforço não por uma competição, mas para sentir bem consigo mesmo, superar seus limites criativos e viver experiências únicas ao lado de amigos e família.

    Curtir

  4. aaa adorei só li verdades e ainda lembro o dia que conheci a nina ela chegou e falou que via meus videos e eu fikei tão feliz por uma cosplayer tão linda e tão amorzinho como ela ter me dito isso…..e sim as filas são a melhor parte conheci muita gente que vou levar pra sempre no coração ❤ estou torcendo muito por vc pra que volte cheiga de coisas na bagajem ❤

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s